Corpo de Bombeiro realiza Curso de Prevenção e Combate à Incêndios no HSM

Prevenir incêndios é tão importante quanto saber apagá-los ou mesmo saber como agir corretamente no momento em que eles ocorrem. Pensando assim, o Hospital São Marcos, em parceria com o Corpo de Bombeiro sedia, nos dias 19 e 20 de janeiro, o curso básico de “Prevenção e Combate a Incêndios”, ministrado pela engenheira civil Débora Arjona Tome.

O curso acontece no auditório do São Marcos, com a particpação de bombeiros militares, analisadores de projetos técnicos e vistoriadores representantes de todas as unidades coorporativas do Estado do Piauí. “A ideia é manter um trabalho de padronização das normas e dos procedimentos em todas as unidades” , informa o coronel militar, José Veloso.

Em razão da Covid-19, foi reduzida a quantidade de pessoas para manter o afastamento social necessário à segurança da saúde dos participantes, respeitando o protocolo de segurança. “A parceria para esta capacitação de prevenção a incêndios com certeza irá gerar grandes frutos para toda a população piauiense”, fala o diretor de Ensino e Pesquisa do HSM, Dr. Edilson Carvalho.

A palestrante alerta que atualmente existem muitas normas das proteções de ativas e passivas, da prevenção de incendio, entrando em vigor. “Nosso objetio é passar as instruções atuais, para que tenhamos um sistema de prevenção de combate à incendios eficaz e não apenas uma falsa sensação de segurança”, afirma Débora.

Entre as normas de segurança estabelecidas por lei para as instalações prediais, estão a conservação e a manutenção das instalações elétricas. “Todos os trabalhadores devem estar sempre atentos às normas básicas de segurança contra incêndio para evitar acidentes. Prevenir é a palavra de ordem e todos devem colaborar, pois é mais importante evitar incêndios do que apagá-los”.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o mais correto inclusive é que todos os trabalhadores ou usuários da edifícação coloquem em prática as normas estabelecidas sobre os cuidados preventivos e o comportamento diante de um incidente, promovendo exercícios, através da simulação de incêndios. Esse tipo de prática contribui suficientemente para a prevenção e a segurança de todos.

É importante também, além de adquirir e conservar os equipamentos de segurança, saber manuseá-los e ensinar a todos os trabalhadores como acionar o alarme, funcionar o extintor ou abandonar o recinto, quando necessário, sem provocar tumultos. Ao primeiro indício de incêndio, transmita o alarme geral e chame imediatamente o Corpo de Bombeiros.

SOBRE A PALESTRANTE

Débora Arjona Tome é engenheira civil, formada pela Universidade Mackenzie, com especialização em Prevenção e Combate a Incêndio e Explosões  pela Universidade de São Paulo – USP, Pós graduando Engenharia de Incêndio na PUC/MG, Certificada pela AMRACI para desenvolvimento projetos com base nas normas do México, NFPA e FM GLOBAL, Certificado pela NFPA 13, NFPA 101, NFPA 15, NFPA 24, NFPA 2001, NFPA 750, NFPA 20, NFPA 25, NFPA 30, NFPA 11, NFPA 30B , NFPA 72 entre outros, Membro do Conselho Deliberativo e Comité Técnico da Associação Brasileira de Sprinklers – ABSPK, Associada ABPP – Associação Brasileira Proteção Passiva, Equipe Técnica CB 24 – Elaboração de Normas de Sprinklers ABNT e Member NFPA.

Fonte: Claudia Bezerra

Notícia Publicada em:

Como podemos lhe ajudar ? Entre em contato conosco.

Rede de Especialistas – SCI

Somos uma equipe de especialistas que se dedica a informar os profissionais de engenharia, arquitetura e profissionais técnicos em busca da atualização constante de seus conhecimentos.